Base_Amarelo.png

Mariana Amorim

Sabias que?

A Mariana Amorim é Mestre em Pesquisa Coreográfica e Performance pela Roehampton University of London (2012), com a tese In Between London-Porto - searching for places through performance installation walks e licenciada em Dança pela Escola Superior de Dança de Lisboa (2006). Tem também uma pós-graduação em Gestão e Produção de Espectáculos pela Universidade Lusófona do Porto (2007). Entre 2010 e 2011 foi professora de Práticas de Performance na Escola Superior de Educação do Porto aos alunos do 1ºano do curso de Artes Visuais. Como investigadora independente participou na Conferência Hybrid Cities em Atenas (2013), com o artigo publicado Observations on identities created by walkers: Searching for identity through artistic practices. 
Frequentou workshops na Áustria, Espanha, Amesterdão, Genebra e Inglaterra com Lloyd Newson, Iñaki Azpillaga, Lisa Race, Salim Gauwloos Aka Slam e David Dorfman, entre outros. Como intérprete salienta o trabalho com Isabelle Schad, Georgia Tegou, Joice Marise, Alejandra Maturana, Mafalda Deville e Jemma Bicknell. Sediada no Porto, colabora com artistas nacionais e internacionais, tendo apresentado o seu trabalho em diferentes países. Dirige a Esquiva Companhia de Dança apoiada pela DGARTES/Ministério da Cultura no biénio 2020/2022. O seu trabalho apresenta particular interesse na condição humana, memória e mecanismos de identidade, contando com mais de quinze criações nas quais além da linguagem da dança faz cruzamentos com outras áreas artísticas como o vídeo e a fotografia. À parte das suas criações pela Esquiva salienta Bathory (2006), Personal Talker (2007), A drop (2007), Dream Bag (2008), Espaço 0802 (2008), Personal Trainer de Afectos (2008), Opening Books and Doors (2009), À espera (2009) e Ajax Entretido - divertimento coreográfico (2009). Participou em festivais e mostras como Se Esta Rua Fosse Minha, AdA, Trama, Palcos Instáveis, DDD dias da Dança, Frame, Dance Moves Cities Riga/Fundação Serralves e foi bolseira da GDA, do programa Unfinished e da Fundação Gulbenkian. Depois de vários anos como professora de técnicas de dança e formadora em diferentes projetos como por exemplo o Projeto Educação Ambiental pela Arte da Companhia Instável, mantém a sua atividade como formadora através de oficinas de curta e longa duração, presenciais e online. Fez parte activa da organização dos encontros DesNorte no Convento São Bento da Vitória/Teatro Nacional de São João de 2014 a 2017. Encontra-se a finalizar a licenciatura em Sociologia na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, de forma a ampliar os seus conhecimentos e sempre em prol das suas práticas artísticas.

Mariana_Foto.jpg